sábado, 18 de fevereiro de 2017

Moro só:
Sou minha própria mãe agora,
E meu pai
E meus irmãos,
E meus amigos e
Meus ini(migas)
Só não tenho tempo pra ser
Eu
Moro só eu

Vivo só
Quando olhando meu reflexo em mil vitrinas
Eu me vejo só
Só eu me vejo, quando todos me olham...
Eu vivo só comigo-os ( minha voz, minhas mãos, minhas faltas)
(E como faz falta)

Quando não estou só, quero estar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.