quarta-feira, 25 de junho de 2014

Mundo: Se é infinito cabe tudo, até a contradição? Se não é, porque ainda não chegou ao fim?

*contradição: dois corpos não ocupam o mesmo espaço e alguns corpos ocupam o mesmo espaço. 

Que é diferente de:
  
Da onde saiu isso?
Pois quem não á capaz de saber da onde saiu as PUTINHAS ABORTEIRAS e AS XERECAS SATANICAS, penso, não será capaz de compreender o mundo atual. Esse grito, essa performance, essas intolerância com a intolerância, tudo isso e mais um pouco é nosso tempo. Cada vez mais os modelos estéticos e morais são quebrados com um desprezo, as vezes, assustador. É o novo surgindo com toda a força e sob toda a pressão que o velho impõe. Não ligue, porem, se você não gostar, quem disse que é pra ser agradável? E não ligue também se você não concorda que o novo tenha essa cara, essa é só a cara da vanguarda, o principal vem depois. Historicamente poderíamos dizer que é o neohumanismo, mas pra que colocar UM nome? Não seria mais correto afirmarmos que desse ventre vem muitas e variadas ideias.

E também de:


Não é que teve copa mesmo! E os gringos gostaram. Mas quem não gosta de ser tratado com sorrisos, tapetes vermelhos? Quem não gosta de saber que está cercado de segurança, que o separa da pobreza das periferias? E depois... voltar pra casa, em ultima estação, é a esperança mais que concreta do gringo. Sorri eles, sorrimos nós que sabemos que nosso tesouro não está na praia. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.