quinta-feira, 12 de dezembro de 2013

oito de onze


E esse etnocentrismo regional heim? Esse julgar o próximo a partir de um ponto de vista centralizado na classe econômica, na condição de consumo. E nem de longe previlegio de quem está no centro, as margens também se julgam por elementos centrais e logo se depreciam.

Ou

Esse paradoxo brasileiro de ser um pais cristão. Onde o dinheiro tem deus, tribunais tem crucifixo etc... e a solidariedade ser quase um tabu. Não é correto ser solidário, não é correto defender bolsa-familia, não é bem visto aquele que dá ao próximo sem esperar vantagens disso. Porque demônio a Solidariedade foi expulsa do cristão? Talvez porque o único deus sobre esse povo seja o Capital, e esse logicamente não oferece almoços grátis. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.