quinta-feira, 22 de agosto de 2013

#curitiba

almocei no restaurante de um real, na praça rui Barboza. É otimo ver aquela multidão de pessoas, pobres ou ricas, alguns aposentados, estudantes e mendigos comendo nas mesmas mesas, e também o incrível fato de essa multidão em geral ser ingovernável. Eles podem ser estimulados, podem ser incentivadas e até iludidos, mas dai pra que todos passem a pensar igual, é muito difícil. A multidão não obedece a um líder sem que esse seja realmente o protagonista, ou seja, aquele que agoniza primeiro. Ela que heróis, mártires, só dará ouvidos aqueles cujo rosto esteja marcado por lutas, vencidas e perdidas., a multidão é cruel. Por isso a democracia é um regime de crueldade e demagogia. Aqueles que de uma maneira ou outra conseguem convencer a multidão que sofre por e com ela sem que nada disso seja verdadeiro.

Ou

Já viste um intestino por dentro, ou um pulmão, até mesmo uma boca escancarada? É feio, nojento e até mesmo assustador. Pois o que esperava quando visse a alma das pessoas por dentro?

A fealdade humana está presente em cada exemplar desses seres. O horrível é parte desses seres. Surpreendente não é o crime e o ódio, surpreendente é o desejo por ver apenas o bom e o melhor. Porque queremos sempre o melhor das pessoas, se elas são constituídas por múltiplas partes. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.