sexta-feira, 19 de julho de 2013

#Lula


Lula in NY.  Saiu finalmente a primeira coluna de Lula no NY times, louvável. O assunto foi as manifestações, os jovens e um pouco da historia das lutas populares no Brasil. obviamente o texto foi muito criticado por pessoas que não o leram e por outros que não gostam do autor. A essas só resta um foda-se. Porem o texto carregava uma marca, que alias é símbolo desse “Cara” a esperança. Essa bonita palavra esperança é totalmente empobrecida quando dita por um político; é patético um sujeito que tem as condições materiais para a mudança ter esperança que as coisas mudem por si mesmas. Devemos instaurar urgentemente o iPAD, partido dos ateus desesperançado, para lutar contra esses que creem que através de hinos evangélicos, de hinos nacionais,  de cara-pintada o mundo mude, a cultura se altere etc... o iPAD, por ser desesperançado só acredita em mudanças pequenas e lentas. O iPAD também rompe com setores, é em suma individualista, porque reconhece que nossa existência não se dá através de grupos, nacionalidades, setores, ela é única, individual e muito, mais muito mesmo, solitária. O final do texto do Lula dizia para os jovens entrarem na política para se representarem, então você, jovem, que já se sente um velho aos vinte, aliste-se ao iPAD, seja o freio dessa esperança desbaratada que reina no país.


Lula in NY II – “Lula, encontramos seu dedo,está no cu do povo” era com essa frase chula que uma medica demonstrava sua indignação contra o governo. Não foram poucos aqueles que a criticaram por ser tão vil, baixa etc.. mas o próprio Lula não disse nada. Por que 1) não sabia de nada, de novo, ou 2) estava escrevendo, com um tom finíssimo para o NY times. Ironia da vida: a doutora sendo chula e o metalúrgico escrevendo num dos maiores jornais do mundo. Podemos ouvir alguns poucos aplausos, e um ao fundo, é Heráclito. 

ps; o "i" do "iPad" é de ironia. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.