quarta-feira, 4 de janeiro de 2012

sobre gritos mormurado.

…suspiros longos, ao olhar por entre as grades da cela.

(o califa tá de olho no decote dela, tá de olho na marquinha do…)

Seus soluços a noite escura abafa.

(vai ralando na boquinha da…)

Por mais que tente, a loucura de seu espirito não desata

(delicia, delicia, assim você me…)

O assombro e o medo a esmagar-lhe o coração…

(vô não, posso não, minha mulher não…)

Nas ondas do mar deseja, afogado, morrer-se

(oh! Mila mil e uma noites de amor com…)

Porque uma história tão triste e mal contada tem de acabar

(carrinho de mão, badá, badá ba…)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.