terça-feira, 27 de setembro de 2011

caderno de exercícios.

27-09-11
Exercícios que consistem: ouvir músicas no radio ( e-parana programa Instrumental&tal e Intercambio - não lembro todos os nomes das músicas) e anotar pensamentos/sensações



      a)      Negreiros

            Negro, neto de escravos, andava pela cidade vendendo cadeiras e bancos de madeira. Amigo das donas de casa, piadista, chega junto com a alegria, ou a trás consigo. Junto com ele, uma cantiga antiquissíma.
         Pobre Negro da minha infância, cor da minha terra, mão trabalhadora da minha gente, cá não há quem, como tu, cante á alegria.
         Não fosse as noites de calor, o céu estrelado e a guia de oxalá, nem te lembraria Negro. Mas, como equecer tua melodia, Como não lembrar quem como tu, canta a liberdade?


   b)       ______

Ela saiu de casa, deixou o marido, o filho e a sogra na varanda e com lagrimas nos olhos….
Juntou-se a micareta, dançou entre dois marinheiros desconhecidos, com as putas, com os poloneses e amou que nem conhecia. Saciava a sede de beijos, não escolhia quem…
Agora ela é a dona da festa, sobre um caminhão ordena a multidão, nua, lança champanhe sobre as pessoas e banha-se dela também. Canta o amor livre, a boca livre, a liberdade.
Cabelos molhados balançam, seios dançam. Junta-se com uma nova amiga e celebram rossando as virilhas.

       c)      Ideologia de Cazuza na voz de ... em espanhol

             A gravidade está ao contrário. Todos voam, saem das casas de pijamas, ou nus com tocas de banho, leves a voar por sobre a cidade de concreto.
         A cidade horrorizada tapa os olhos dos prédios, e os carros olham, mudos de espanto.
Só as arvores, cumplices, é que dançam ao som dos novos ventos.
Um bêbe brinca com as estrelas, algumas senhoras conversam sentadas em nuvens, os meninos mergulham como pássaros no azul infinito.
E o homens já não sabiam voar? pergunta uma coruja.

      d) ____ na voz da Rita Lee, em Inglês.
     
Um casal, uma só boca, mãos nos seios, linguas nos pescoços, nas orelhas, mão na nuca.
- Te desejo até a ultima gota – sussura.
- te quero além – é a resposta.
Ele penetrou-a, ela movimenta os quadris, pra frente e para trás, ela é a ativa e ele cede.
Dois corpos unidos pelo sexo, pelo suor, pela saliva. Os braços cruzados nas costas dela, as coxas dela prendem na cintura dele, as testas coladas, e o gozo olho-no-olho.

     e) musica instrumental do Led Zeppelin

Um doente terminal numa maca solitária num triste quarto de hospital, está vazio e escuro. O tempo parou, o coração quase…

Mas há um brilho nos olhos. Brilho de olhos de criança que sabe que fês arte e sabe que a mãe, apesar de tudo, se diverte. Esse é, também, o brilho daqueles olhos de quem, mesmo morrendo, sabe que a vida era uma brincadeira, sabe que um dia tudo iria acabar, e “nem doeu” dirá.

Quem passar por esse triste ,solitário, corredor entrar nesse quarto sombrio, e olhar nos olhos do morimbundo. Verá a vida, dando um risinho maroto

f) Mùsica do Nirvana na voz de Caetano Veloso.

Dois iguais, crueis. Iguais nas suas maldades, invadem cidades, bares, roubam dos fracos, humilham os fortes, riem com escracho dos medrosos. Parceiros de maldades mas, nas noites amam-se, beijos loucos entre armas e barbas espessas.  
Penetram-se como machos de idêntica machesa.
Peito que de dia enfrenta a lei, a noiete é travasseiro para o amante.
Vão-se. Longe deixam a cidade gelada de medo e uma cama quente.


img: http://www.cienciaefe.org.br/jornal/ed125/ayahuasca2.html  (mestre Irineu)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.