quarta-feira, 27 de abril de 2011

BO.tão





Botão

Eu que já olhei nos teus olhos,
elogiei sua boca.
Que Acho teu cheiro inebriante.
Digo também que amo seu cu.
Acho-o lindo, botão de rosa, discreto
perfeitamente situado ao oposto do cérebro
(tão cheio de certezas e sentenças).
O cu está quieto, reflexivo.
Quando eu o vejo me sinto novamente
andando de quatro, pelas campinas paleolíticas.
Caminhar erectus  trouxe-nos vantagens, 
porém  a maior perda foi a de não ver mais
seu cu ao sol, á chuva, ao vento….
Tenho saudades do seu cu.
Pede á ele pra me ligar.

Um comentário:

  1. lindo poema..
    bem expressivo..
    gostei bastante..
    seguindo vc..

    http://papiando-adoidado.blogspot.com

    ResponderExcluir

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.